Make your own free website on Tripod.com
Picture
Picture

Teatro Cristão

Teatro cristão, teatro gospel, teatro evangélico, peças teatrais, textos para teatro, dicas, dramas comédias, adaptações de textos bíblicos, exercícios teatrais, oficinas de teatro.

 

DIÁLOGO DA MORTE

 

personagens:

Homem da cidade - bem vestido;

Camponês - roupas pobres;

Pode haver narrador.

 

Certa vez em uma estrada salpicada de barro seco e muitas pedras, dois homens de aspecto distintos, um com sapatos e outro descalço se encontraram.

Um homem de aparência luxuosa, usava roupas elegantes e se mostrava superior e o outro que não trazia consigo nada de importante, a não ser suas mãos calejadas, trocaram por um estante um olhar.

 

   Homem : Posso saber com quem estou falando?

  Camponês : Sou um camponês.

  Homem : Então o senhor conhece esta terra e sabe como devo fazer para chegar à cidade mais próxima? Não estou lhe aborrecendo ao pedir essa informação não é?

  Camponês : O senhor não me incomoda, afinal eu vivo nestas terras desde que eu nasci. Aqui cresci e me criei. Se lhe falo deste lugar, é porque além de ter nascido aqui, aqui também fica a minha casa.

  Homem : Então o senhor vive aqui desde que nasceu? Não conhece nenhum grande centro, das grandes cidades?

  Camponês : Sim, e eu perdi alguma coisa?

  Homem : E como! O senhor por acaso, já participou de alguma festa ou algum grande conserto, onde há muita comida e pessoas elegantes desfilando para serem vistas?

  Camponês : Não

  Homem : Então o senhor não sabe o que é viver, e nunca chegará a ter um lugar nesta vida maravilhosa que eu vivo. (o camponês abaixa a cabeça).

  Homem : O senhor já esteve numa mesa de cassino jogando com a sorte, junto com pessoas ricas, bebendo do mais fino uísque?

  Camponês : Não

  Homem : Então o senhor não sabe o que é viver, e nunca chegará a ter um lugar nesta vida maravilhosa que eu vivo.

  (O camponês simula uma saída, mas o homem fala de novo)

  Homem : O senhor já esteve próximo a ganhar facilmente muito dinheiro, apostando em loterias e poder gastá-lo com coisas luxuosas e extravagantes.

  Camponês : Não

  Homem : Então o senhor não sabe o que é viver e nunca chegará a ter um lugar nesta vida maravilhosa que eu vivo.

  (O camponês começa a andar, mas volta diz ao homem).

  Camponês : O senhor chegará à cidade se seguir por está estrada, mas..... porque procura novos lugares? O senhor não gosta da cidade onde morava e que considerava maravilhosa?

  Homem : Bem, preciso mudar porque meu último negócio faliu.

  Camponês : Como? O senhor tem a sorte de poder ter muitas alegrias, mas os seus negócios não prosperam? Ora, só mesmo Deus pode ajudá-lo.

  Homem : Deus? Quem é este? Aquele de que contam maravilhas e milagres. Ora, esse “Deus” não existe. Nada mais do que pura imaginação.

  Camponês : O quê? O senhor, apesar de todas as suas oportunidades, não crê que existe um Deus que fez todas as terras, pelas quais as pessoas se alimentam? Então o senhor não acredita que exista o Pai todo-poderoso que faz este vento se mover, as nuvens se formarem, as estrelas se formarem, as estrelas se surgirem e a cidade onde o senhor mora existirem?

  Homem : Não

  Camponês : Então o senhor não sabe o que é morrer, e nunca chegará a ter um cantinho se quer na vida maravilhosa que eu vou viver.

  (Encerra com o camponês saindo e o homem em seguida) Pode haver comentários antes e depois do teatro.

  

Autor: Desconhecido

 

Inicial Exercícios Textos

Dicas

Links e-mail